sexta-feira, 4 de março de 2011

Fingimento

Não é fácil escrever
Como se fosse outro alguém
É como fingir esquecer
O amor que ainda tem

Amor não se finge
Mas se finge esquecer
Com tanto fingimento
Só mesmo pra escrever

De tanto fingir
Chega a doer
Mas por amor à arte
Vale a pena sofrer

E poeta finge bem
Já dizia o Pessoa
E quanto mais fingidor
Mais a poesia é boa

Ellen dos Santos Oliveira, Aju/SE, 03-2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre os Direitos Autorais

Em obediência à Lei 9.610/98 (Lei de Direitos Autorais), qualquer informação deste BLOG poderá ser reproduzida desde que citada a fonte. Quem assim não o fizer, poderá ser penalizado de acordo com o artigo 184 do CÓDIGO DE PROCESSO PENAL em vigência.

Blogs que Colaboro