sexta-feira, 8 de novembro de 2013

SONETO: Amores Calados



AMORES CALADOS
 Ellen Oliveira

Vou fechar meus olhos e, ouvi-lo dizer
Tudo aquilo que sempre desejei ouvir
E quem sabe ao abri-los ao amanhecer
A realidade faça o sonho repetir

E, ao fechar meus olhos eu posso te ter
E parece tão real que eu posso sentir
O que na realidade eu consigo esconder
Com meus olhos fechados eu faço existir

Pois se o que sonhamos com os olhos fechados
Também reflete o desejo do coração
Desejos secretos, sentidos e guardados

Concretizo em sonho a realização
Pois assim sobrevive os amores calados
De um amor que vive só de imaginação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre os Direitos Autorais

Em obediência à Lei 9.610/98 (Lei de Direitos Autorais), qualquer informação deste BLOG poderá ser reproduzida desde que citada a fonte. Quem assim não o fizer, poderá ser penalizado de acordo com o artigo 184 do CÓDIGO DE PROCESSO PENAL em vigência.

Blogs que Colaboro