segunda-feira, 22 de junho de 2015

SESSÃO "MINHA POESIA": Livro de mágoas, de Ellen Oliveira

Livro de mágoas

No meu sofrimento não sei fazer
Poesias floreadas do meu sofrer
A voz está rouca do meu cantar
Não tenho esperança em voltar a amar

Com a fé abalada, sigo em frente
No coração, trago mágoas recentes
Semblante pesado, olhar caído
Sigo frustrada d’um amor sofrido

Meu destino de chegada é incerto
Minha vida tornou-se um livro aberto
Livro de sofrimento e de dor

Se outrora foste alegre e bem florido
Hoje és bem triste e muito sofrido
Pois nele há mágoas de um amor

(Ellen Oliveira. In. Mágoas de um amor)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre os Direitos Autorais

Em obediência à Lei 9.610/98 (Lei de Direitos Autorais), qualquer informação deste BLOG poderá ser reproduzida desde que citada a fonte. Quem assim não o fizer, poderá ser penalizado de acordo com o artigo 184 do CÓDIGO DE PROCESSO PENAL em vigência.

Blogs que Colaboro